Persona: o que é, para que serve e como criar uma

Persona: o que é, para que serve e como criar uma

Última atualização:
13/12/2022
Pessoa autora:
Brenda
Categorias:

A persona, também chamada de buyer persona ou avatar, é uma representação semi fictícia do consumidor de um negócio, criada a partir de dados e análises sobre o comportamento do público. O perfil da persona pode incluir informações como idade, sexo, profissão, hábitos, aspirações pessoais e profissionais, etc. Dependendo do tipo de negócio e dos diferentes perfis que ele atende, uma empresa pode ter mais de uma persona.Assim como o público-alvo, a persona pode orientar e ajudar a construir as estratégias da marca sobre negócios, comunicação, lançamento de produtos, inovação e muito mais, além de servir de base para a tomada de decisões da empresa. Porém, persona e público-alvo não são a mesma coisa.

Persona x público-alvo

O público-alvo representa uma segmentação para qual o produto ou serviço da empresa é destinado, como, por exemplo:Mulheres, entre 25 e 35 anos, com renda mensal entre R$ 3.500 e R$ 5.000, donas de animais de estimação e que gostam de viajar aos finais de semana levando o pet.Já a persona representa o cliente ideal para o produto ou serviço da empresa. Por exemplo:Marina, 28 anos, moradora de São Paulo, com renda média mensal de R$ 4.000, dona de um cachorro de porte médio, que costuma fazer viagens de final de semana para locais próximos levando seu pet e que busca uma experiência positiva e inesquecível para ela e para seu companheiro de viagens.Ou seja, a persona é mais específica que o público-alvo e, portanto, permite um direcionamento estratégico mais alinhado e personalizado ao perfil do consumidor de cada negócio.

Como criar uma persona

Como a persona é baseada em dados sobre os consumidores reais, é importante procurar entender quais os desejos e necessidades desse público, suas frustrações, suas preferências, seus hábitos e suas demais características.

  • Escute a equipe: se a sua empresa tem um time que lida diretamente com o público, ele com certeza poderá trazer insights e dados valiosos sobre o dia a dia desse consumidor e sobre a sua interação com os serviços ou produtos da empresa.
  • Escute o consumidor: ninguém melhor que o próprio cliente para lhe dizer o que ele precisa e deseja. Para ouvi-lo diretamente, você pode aplicar pesquisas quantitativas e qualitativas, assim como entrevistas com uma amostra selecionada da sua base de clientes.
  • Analise e entenda as métricas do negócio: olhar para os resultados de negócio ou para os dados das redes sociais, por exemplo, também ajudam a construir a imagem do consumidor. Ferramentas como o Google Analytics e o Gerenciador de Negócios do Facebook podem trazer informações valiosas sobre o que desperta mais ou menos interesse no público, seu comportamento de consumo, suas dúvidas e/ou frustrações com a empresa e dados demográficos como região, idade e gênero.

Juntando todos esses dados, é possível identificar e analisar os padrões sociais, comportamentais e de consumo do público e, assim, construir uma ou mais personas personalizadas para a sua empresa.Com o tempo, a persona pode se modificar, novas personas podem surgir ou alguma pode deixar de fazer sentido para a marca. Por isso, também é importante ficar atento ao seu consumidor e revisar ou atualizar a persona e a estratégia da marca sempre que necessário.Gostou do artigo? Que tal compartilhar nas redes sociais?