YouTube anuncia novas formas de monetização para 2022

YouTube anuncia novas formas de monetização para 2022

Última atualização:
13/12/2022
Pessoa autora:
Equipe DiTi
Categorias:

Em um comunicado no blog da rede social de vídeos, Neal Mohan, diretor de produtos do YouTube, apresentou uma lista de novidades para 2022. Elas são focadas nos criadores, espectadores e parceiros da plataforma. Além disso, apresentam novas formas de monetização para os diferentes formatos de conteúdo: Shorts, lives e vídeos sob demanda.

De acordo com a plataforma, o YouTube Shorts já ultrapassou 5 trilhões de visualizações desde que foi lançado. Neste ano, o formato receberá mais recursos, entre eles a possibilidade de responder comentários com um Shorts — assim como acontece no TikTok — novos efeitos de vídeo e ferramentas de edição.

Já com relação à monetização desse formato, o YouTube testará a criação de conteúdo de marca por meio do BrandConnect, a integração de recursos financiados por fãs, como o Super Chat, e a possibilidade de fazer compras diretamente de um Shorts. No ano passado, a plataforma lançou o YouTube Shorts Fund, para começar a recompensar os criadores.

As transmissões ao vivo são outro formato que receberá novidades, entre elas as lives colaborativas. Agora, será possível transmitir o conteúdo nos dois canais simultaneamente, o que deve ajudar os criadores a aumentarem sua rede e alcance. O YouTube também começou a testar o recurso  de “assinaturas especiais” para um pequeno grupo de canais.

Tela de uma live colaborativas no YouTube
YouTube anuncia lives colaborativas (Créditos: YouTube)

Além disso, os criadores terão acesso a novos insights no YouTube Studio para que entendam melhor a demanda dos espectadores e tenham novas ideias de conteúdo.

Ainda pensando em novas formas de monetização, o YouTube começará a explorar a Web 3.0. Segundo a plataforma,

A Web3 também abre novas oportunidades para os criadores. Acreditamos que novas tecnologias como blockchain e NFTs podem permitir que os criadores construam relacionamentos mais profundos com seus fãs. Juntos, eles poderão colaborar em novos projetos e ganhar dinheiro de maneiras que antes não eram possíveis. Por exemplo, fornecer uma maneira verificável para os fãs possuírem vídeos, fotos, arte e até experiências exclusivas de seus criadores favoritos pode ser uma perspectiva atraente para os criadores e seu público. Há muito a considerar para garantir que abordamos essas novas tecnologias com responsabilidade, mas achamos que há um potencial incrível também.

Com o metaverso, a rede social de vídeos estuda formas de tornar a visualização mais imersiva. Os jogos devem ser a primeira área a ter impactos, tornando-os mais interativos e vivos.

Em 2022, o YouTube também trabalhará para incorporar recursos de Shopping por todo o aplicativo. Além do Shorts, o recurso de compras deve aparecer em vídeos e lives, permitindo que os usuários comprem itens marcados nos conteúdos dos criadores.

Para os espectadores, a plataforma focará na experiência com TVs. Buscando uma navegação mais fácil e mais interatividade, o YouTube deve integrar celulares e televisões, permitindo ler ou deixar comentários, compartilhar vídeos com um amigo e mais. Já para o YouTube TV, as novidades estarão na interface e devem ajudar o usuário a organizar seus conteúdos favoritos.

Fonte: YouTube