Twitter: Venda bilionária e mudanças na plataforma

Twitter: Venda bilionária e mudanças na plataforma

Última atualização:
13/12/2022
Pessoa autora:
Bruna Bricches

Após longos meses de negociações, o bilionário Elon Musk comprou o Twitter por US$ 44 bilhões.

O anúncio e a conclusão das negociações ocorreram no último dia 28 de outubro (segunda-feira), gerando polêmicas na nova administração. Musk já iniciou novembro como presidente-executivo, demitindo diversos chefes do alto escalão, além do mais, foi dito pelo próprio que 75% dos funcionários e executivos seriam despedidos de seus cargos.

Obviamente os funcionários do Twitter estão preocupados diante desses rumores, e também de uma possível suspensão temporária dos contratos, os chamados layoffs.

Por outro lado, as novidades da rede social vão avançando na tentativa de chamar a atenção dos usuários, incluindo uma fala do próprio Elon Musk discursando sobre “defender a liberdade de expressão” na plataforma, além da tentativa de restringir a ação de bots na rede, cobrando um valor estimado de US$ 20 mensais para que as pessoas tenham ou permaneçam com o selo de verificação, garantindo a autenticidade do usuário.

Quais novidades do Twitter de Elon Musk?

mão segurando celular

Algumas dessas mudanças já estão em fase de teste, incluindo o novo Twitter Blue, um serviço de assinatura, que garante menos anúncios e preços ajustáveis baseado no poder de compra de cada país.Outras novidades foram anunciadas como:

Feed Cronológico ou Algorítmico

Bem parecido com o Instagram, possibilitando ao usuário alterar para ordem cronológica ou para os conteúdos mais bem vistos pelo algoritmo.

Tweets Multimídia

Uma oportunidade a mais para os criadores de conteúdo, podendo carregar até 4 imagens, vídeos, gifs em um único tweet.

Podcast no Twitter

Não é novidade que os podcasts são um fenômeno, no Twitter não é diferente, uma nova tela foi integrada na aba “Spaces”, dando destaques as produções em áudio como conteúdos pré-gravados e ao vivo.

Botão Edição

Demorou, mas chegou!O novo botão possibilita os usuários a editarem os seus tweets já publicados.

Perda de usuários?

mulher pensativa olhando para o celular

Pesquisas internas realizadas pela Reuters mostram que os heavy users da rede social não estão mais ativos como antes, as celebridades são um exemplo de que estão fazendo “ghosting” em suas contas, ou seja, cada vez menos engajados no Twitter. Isso mostra o quão necessárias são as medidas para atrair mais o público.

Apesar destes “fantasmas” representarem apenas 10% dos usuários ativos, eles são responsáveis por 90% dos tweets gerados. Isso fez com que Musk quase desistisse das negociações do Twitter.

Em contrapartida, de acordo com o porta-voz da rede social, o público continua a crescer, atingindo 238 milhões de usuários ativos diários monetizáveis no segundo trimestre de 2022, mudando o cenário e mostrando que a plataforma é sim um bom investimento.

Estratégia de Marketing

imagem alvo em cima do notebook

Levando em consideração todas essas mudanças, o Twitter se torna um bom investimento a partir do momento que faz sentido para sua marca estar presente nela, essa análise é válida para qualquer outra rede social.

O conteúdo deve estar onde o seu público está, colocando em prática o planejamento e estratégias realizadas com a equipe.

Caso tenha dúvidas sobre a rede do passarinho, talvez seja a hora de criar uma conta por lá, analisar os KPI’s e testar esses novos formatos anunciados. Fica também a reflexão que essas mudanças estão apenas começando, o dono Elon Musk está cheio de planos para o Twitter.

Agora, se sua marca já tem uma conta na rede social, fique de olho nessas constantes atualizações e quão tem impactado no engajamento.

Fonte: Reuters / Rock Content / G1